Exposição fotográfica em homenagem ao dia mundial da fotografia

 

 

“Feira de Santana – E o tempo levou!”

O Clube de Fotografia Gerson Bullos realiza no próximo dia 19 de agosto a Exposição Fotográfica “Feira de Santana – E o tempo levou!” em homenagem ao Dia Mundial da Fotografia. Esta exposição acontece na Praça João Pedreira em frente ao Mercado de Arte Popular, no centro da cidade, das 8:30 às 17 horas e tem como objetivo mostrar à comunidade a importância da fotografia como ferramenta de registro da memória e da história de um povo, além de despertar uma reflexão sobre o descaso para com a preservação dos nossos bens históricos materiais ao longo de décadas. A comparação das fotografias de uma mesma perspectiva, feitas ontem e hoje, dos locais, construções e monumentos que fizeram parte da história de Feira de Santana, demonstram de forma positiva ou negativa esta impactante mudança.

Este trabalho apresenta resultados parciais do projeto de pesquisa dos Fotógrafos José Angelo Pinto, Claudia Freire, Maurício Acioli, Tomaz Coelho, Lula Mascarenhas, Marcio Medrado, Salete Bitencourt, Anderson Alves, Dilson Morais e Francisco Carlos e comprova a inegável importância da fotografia como instrumento de memória e conservação de dados e fatos históricos. Embora seja carregada de uma série de elementos que tiram dela o caráter de total veracidade, ela traz informações do passado, recente ou remoto, que de outra maneira poderiam não ser documentados. A conservação das fotografias torna-se, muitas vezes, a única forma de preservar fragmentos do passado. Assim, este projeto de fotodocumentarismo de denúncia cultural e social como instrumento de transformação na sociedade, é uma iniciativa dos fotógrafos associados ao Clube de Fotografia Gerson Bullos, visando conscientizar a população para uma maior reflexão do problema.

 

1 thought on “Exposição fotográfica em homenagem ao dia mundial da fotografia

  1. Quando eu era criança, havia um lugar que eu adorava em Feira, e que não existe mais. Tratava-se de uma boate ou restaurante em forma de abóbora, que se não me falha a memória chamava-se Carro de Boi. Até hoje não vi nada igual e tão original.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.