Souvenirs d’une nuit d’hiver

Leni David

A minha madrugada nessa noite insone
tem cor de tulipas vermelhas
e sabor de vinho quente.

a minha solidão nessa noite fria
lembra a melodia
de uma canção antiga.

O meu espaço está impregnado
de cores, cheiros
e sons difusos.

Existo
Numa bem-aventurada solidão

Paris, junho de 83

1 thought on “Souvenirs d’une nuit d’hiver

  1. Quantas saudades de minha querida professora! Mulher firme, assertiva, energética, ensolarada, colorida, pulsante, vívida, protetora. Leni, como professora e como ser humano, me ensinou que se deve acreditar no sonho; me ensinou que sonhos se projetam, se ninam, se arquitetam e se conquistam. 2009, curso de civilização francesa no Centro de Cultura e Arte da Universidade Estadual de Feira de Santana. Ali conheci esse ser que se faz presente em minha vida habitando as minhas mais queridas lembranças. Leni me revelou a França, o poder de fazer do querer uma verdade. Jamais me esquecerei dos jantares na companhia de amigos como Juraci Dórea, Antônio Brasileiro, Glória Fernandes, Letícia Azevedo, Selma Oliveira e tantos outros. Momentos de poesia, de vinho, de sorrisos, de projetos, de celebração da vida e da amizidade. Quantas saudades! Quantas saudades! Sei que a vida é esse ir sempre… mas fica a lembrança como testemunha inegável do quanto fomos e pudemos ser felizes. Tudo é uma passagem, um rito na tessitura da eternidade. Amo-te, pró Leni, graças por tudo e, nos espaços metafísicos onde habitas ponho o meu sorriso e as minhas lágrimas ao lembrar-te como a minha prece ao teu coração.

    passagem

    o tempo não apaga rasuras;
    abre fendas.
    o tempo não desmancha amores;
    eterniza-os nas paredes da memória.
    o tempo não destrói caminhos;
    constrói desvios na imensidão.
    o tempo, o tempo…
    um deus, um demônio;
    uma cicatriz aberta
    sobre a pele no crepúsculo das horas.
    o tempo, o tempo…
    uma marca, um sinal;
    um vórtice no vértice
    sobre a tessitura ventanosa da vida.

    (Angelo Riccell Piovischini)

    Muta paz, pró Leni David.

    <3

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.